sexta-feira, 24 de agosto de 2012

O inimigo mais perigoso do Catolicismo

"Como não reconhecer que o inimigo mais perigoso do Catolicismo não é a espada, mas o sofisma, não é a ameaça, mas a mentira, e que Marat ou Calles fizeram muito menos mal às almas do que Voltaire ou Kant? A terribilidade de um inimigo não se mede pelo vigor com que se serve da espada, mas pela agilidade com que manuseia a pena."

(Fonte: Legionário, N.o 458, 29 de junho de 1941)
Postar um comentário