quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Marxistas inadvertidos

"Reconhecer ao capital, enquanto fator de produção econômica, a grande importância que lhe cabe segundo as circunstâncias de nossos dias, nada mais justo. Mas proclamar, por esta forma, a absoluta superioridade da posse do dinheiro sobre todos ou quase todos os fatores intelectuais, religiosos ou morais de prestígio, não importa em colocar a economia como valor supremo? E não se cai assim, inadvertidamente, no marxismo?"

(Fonte: "Folha de S. Paulo, 9 de maio de 1971 )
Postar um comentário